A ira não faz justiça

“Sabeis isto, meus amados irmãos; mas todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus” (Tiago 1.19-20)

Em tempos de debates virtuais, onde a proteção da tela nos permite dizer aquilo que nunca falaríamos pessoalmente, estamos gradativamente perdendo a capacidade de ouvir, queremos falar e, de preferência, que a minha voz esteja em evidência.

No entanto, o cristão é estimulado não a se sobrepor sobre os demais, mas sim a desenvolver uma vida moderada, de quietude. Não significa que não devemos expressar nossa opinião, mas que devemos fazê-la de maneira sábia, inteligente e santa.

Tiago declara que ao desenvolvermos um espírito de moderação ao falar treinaremos nossa própria alma para se controlar diante da ira, pois a ira humana em nada muda a justiça divina.

Quando deixamos que a nossa ira tome proporções descontroladas e assuma o controle de nossa razão nos esquecemos que, no final das contas, é Deus que faz a justiça e não nós.

Hey, em tempos de homens individualistas e de uma sociedade cada vez mais polarizada é papel da Igreja de Cristo resplandecer neste mundo a mansidão em ouvir e em falar.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em nosso primeiro final de semana com #LittleDevocional.

P.S.: quando utilizei o conceito de quietude não quis apresentar o mesmo conceito de “quieto”, quietude é mais profundo, diz respeito ao silêncio do cristão em contemplação ao Santo, o silêncio que anula a si mesmo para que a vontade do Eterno se estabeleça em sua vida.

#LITTLEDEVOCIONAL em seu WhatsApp

Receba nossos devocionais diretamente em seu WhatsApp. Junte-se à comunidade Little Son!

Hey, o que achou?

Deixe seus comentários