Mais vale o pouco do justo

“Vale mais o pouco que tem o justo do que as riquezas de muitos ímpios” (Salmo 37.16)

Ao escrever sobre a brevidade da vida e a vaidade de se confiar nas riquezas que passam o salmista declara que o pouco que o justo possuí vale mais do que todas as riquezas de todos os ímpios.

Em uma sociedade materialista isso soa bem estranho. Estamos acostumados a medir as pessoas pelo que ela tem e pelo seu poder aquisitivo. Mas como um justo, mesmo possuindo pouco, por ter mais do que muitos ímpios?

A resposta para esta pergunta se encontra no verso dezoito, enquanto os ímpios e todas as suas obras queimarão para todo sempre, os justos são conhecidos por Deus e nEle permanecerão e a sua herança não terá fim.

O pouco que o justo possa ter neste mundo é incomparável diante da eternidade reservada por Deus a ele, sua herança eterna conquistada por Jesus na cruz do calvário não terá fim. Quando inserimos a eternidade na equação esta vida terrena e passageira passa a ter um peso ínfimo diante do que nos está reservado.

Hey, não importa se você, diante de tantos ímpios, tem pouco. Isso não é um indicativo da ausência do Pai. Lembre-se que aqueles que confiam na força de seu braço e no poder de suas riquezas olha apenas para este lado do véu estrelado, para uma existência pequena e ínfima. Olhe para a eternidade.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.

#LITTLEDEVOCIONAL em seu WhatsApp

Receba nossos devocionais diretamente em seu WhatsApp. Junte-se à comunidade Little Son!

Hey, o que achou?

Deixe seus comentários