Mó de azenha

“Mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que creem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma mó de azenha, e se submergisse na profundeza do mar” (Mateus 18.6)

Ao questionar o Mestre sobre quem seria o maior no Reino dos céus, Ele chama uma criança para perto dEle e começa a lhes ensinar sobre a maneira como o discípulo deve proceder. Logo em seguida Cristo passa a tratar dos escândalos.

O que Jesus tem em mente ao falar de escândalo não se trata do conceito de escândalo que temos em mente, aquele que gera burburinho, o conceito de escândalo aqui se trata de arruinar a fé do outro.

O ensino de Jesus é severo, Ele declara que qualquer homem que escandalizar, arruinar a fé de um seguidor sincero ou de alguma criança ajunta para si a Ira do próprio Deus. Seria melhor para essa pessoa perder a própria alma submergindo-se no mar do que destruir a salvação de outros.

Cristo prossegue e chama os discípulos para avaliarem suas próprias vidas (v. 8-9) a fim de removerem qualquer coisa que os façam escandalizar. Mesmo que isso implique agir de forma radical.

Para o Mestre não há meio termo, Seus discípulos não podem tolerar nada que possa fazer os pequeninos perderem a fé, caso contrário, concordarão com a morte espiritual de outro.

Hey, o ensino do Mestre nos serve de alerta e de consolo. Ao mesmo tempo que nos assevera sobre o juízo de Deus sobre aquele que destrói a fé de alguém, nos indica o extremo cuidado e amor que o Senhor Deus tem por seus servos.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.

#LITTLEDEVOCIONAL em seu WhatsApp

Receba nossos devocionais diretamente em seu WhatsApp. Junte-se à comunidade Little Son!

Hey, o que achou?

Deixe seus comentários