O que darei eu?

“Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito?” (Salmos 116:12)

Este versículo é um texto bastante conhecido, ouvimos e falamos sobre ele sempre que o assunto envolve a graça e a misericórdia de Deus e o utilizamos como um argumento de que, diante da graça, não há nada que possamos fazer.

Mas será que o salmista tinha isso em mente? Não, claro que não! E se você ler os dois versículos seguintes verá que ele encontra algo para realizar em agradecimento ao Senhor.

“Tomarei o cálice da salvação, e invocarei o nome do Senhor” (v. 13). Diante da graça de Deus o salmista deseja ser participante do cálice da salvação. Quando leio este verso não consigo pensar em outra coisa a não ser o participar do corpo e do sangue de Jesus e isso, por si só, significa assumir uma série de compromissos e responsabilidades com Deus.

“Pagarei os meus votos ao Senhor, agora, na presença de todo o seu povo” (v. 14). E, ao participar da salvação de Deus, o salmista declara que todos os seus votos feitos ao Senhor serão cumpridos em uma clara demonstração de que, diante da graça e bondade de Deus, ele estava completamente disposto a negar qualquer coisa em forma de agradecimento.

Hey, o que daremos ao Senhor pelos benefícios que Ele nos tem feito?

Entreguemos a Ele nossa vida, nossa mente, nossos desejos de forma que tudo o que há em nós seja para glorificar a Ele.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais u #LittleDevocional.

#LITTLEDEVOCIONAL em seu WhatsApp

Receba nossos devocionais diretamente em seu WhatsApp. Junte-se à comunidade Little Son!

Hey, o que achou?

Deixe seus comentários