Pela Manhã

“O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmos 30:5)

Quantas vezes já não nos deparamos com situações e circunstâncias que tiraram completamente nossa paz, nossa alegria e tranquilidade? Quantas vezes, por causa de sua fé em Cristo Jesus, você já não teve que enfrentar as maiores angústias?

Assim como eu e você o salmista também declara que houve noites em sua vida onde tudo parecia que iria desmoronar antes do nascer do sol. Os inimigos cercaram a sua vida e, em seu desespero, a única coisa que ele tinha condições de fazer era clamar o auxílio do Senhor.

Jesus, antes de partir para o Pai, nos avisou que teríamos aflições neste mundo, não apenas as aflições naturais que todos os homens e mulheres enfrentam, mas também aflições e angústias que somente aqueles que servem a Deus passam.

O sofrimento não é estranho ou inesperado na caminhada cristã e, mesmo que pareça que não há saída nesta noite escura, a vitória de Cristo sobre o mundo nos fornece uma certeza inabalável, a certeza de que se nosso Mestre venceu temos em quem recorrer.

O escritor aos Hebreus declara que temos um Sumo Sacerdote diante de Deus que, assim como nós, em tudo foi tentado e sofreu (Hebreus 4.15-16) e por esse motivo Ele intercede por nós.

O grande perigo da noite é que, muitas vezes, a consideramos como se fosse eterna, como se tudo se definisse pela pouca luz que enxergamos.

Enquanto continuarmos olhando para as trevas do sofrimento e angústia jamais encontraremos o caminho, por isso eu e você, assim como o salmista, devemos elevar nossos olhos para Deus, para a luz que está pronta para irradiar em nosso horizonte.

Hey, com toda certeza você e eu passamos e ainda vamos passar por longas e escuras noites, mas não se desespere, não “jogue a toalha”. A promessa nunca falhou, pela manhã sempre há alegria e o favor de Deus.

Que Deus lhe abençoe e até amanhã em mais um #LittleDevocional.

#LITTLEDEVOCIONAL em seu WhatsApp

Receba nossos devocionais diretamente em seu WhatsApp. Junte-se à comunidade Little Son!

Hey, o que achou?

Deixe seus comentários